13 maneiras de poupar dinheiro, já!
Partilhar
0 Partilhas
cartão de crédito

Créditos da Imagem Autor:

O dinheiro não tem emoção, apenas nós. Nos dias que correm poupar já voltou a estar na moda, ou porque tem de ser, ou porque faz parte de uma consciência de responsabilidade social. No dia-a-dia é possível fazer poupanças através de inúmeras formas. Ficam aqui algumas ideias.

1. Partilhe boleias

Se todos os dias conduz até ao seu local de trabalho, porque não partilhar esses custos com outras pessoas? Pode dar ou aceitar boleia de alguém que vive ou trabalha próximo de si. Uns optam por um sistema rotativo partilhando custos, outras pessoas utilizam sempre o mesmo condutor, que pode inclusive levar várias pessoas, as quais contribuem para todos os custos relacionados com a viatura. Os benefícios são imediatos e globais: poupa no combustível, na manutenção da viatura, são menos automóveis na estrada, menos poluição no ar e claro menos despesas ao fim do mês. Pode ter uma ideia em:  http://www.carpool.com.pt/ .

2.Não use cartões de crédito

Esqueça os cartões de crédito. Os cartões de crédito são uma forma de facilitar a compra, logo de comprar por impulso. Como diziam os antigos: “Quando não se tem não se gasta!”. Comece a pagar em dinheiro vivo pois evitará as compras impulsivas. Levante uma certa quantia de dinheiro por semana e apenas use essa quantia para fazer as suas compras, acabou... ? Espere até à próxima semana!

3. Leve o almoço de casa

Se costuma ir almoçar todos os dias fora, comece a levar o seu almoço de casa. Se ainda não fez as contas em quanto gasta por mês em refeições, faça-o: inclua o bolo do meio da manhã e o lanche a meio da tarde, ficará surpreendido com o valor que pode poupar por mês se passar a levar o seu almoço de casa. Almoce no escritório e saia mais cedo, verá que as vantagens são inúmeras.

4.Reveja os seus planos de pagamento

Já verificou se o seu plano de pagamento do telemóvel é o mais adequado às suas necessidades, e já verificou se o tarifário da electricidade corresponde à sua necessidade de consumo? E os juros do seu empréstimo da casa, já os tentou negociar? Saiba que tudo é negociável. Se paga assinaturas do telefone fixo ou móvel, ligue com a empresa que lhe fornece o serviço e diga que a pretende anular se ela não lhe der um plano melhor. As empresas que têm concorrência não gostam de perder clientes, se eles não lhe oferecerem melhores condições, mude.

5.Negociei os empréstimos bancários

Negoceie os juros do empréstimo da sua casa com o seu banco, diga que se não os baixarem, mudará de banco. Reveja o seu crédito automóvel: negoceie com a empresa ou banco o seu pagamento. Contacte a DECO e peça-lhes ajuda para renegociar os empréstimos bancários.

6.Seja ecológico

Já mudou as lâmpadas de sua casa para lâmpadas económicas? Já pensou em reciclar os sacos de congelação? Já colocou garrafas de água dentro dos autoclismos do WC para gastarem menos água com as descargas? Já desligou todos os electrodomésticos e carregadores que não necessita ligados? Tudo isto e muito mais, significam valores de 100€ a 300€ por ano em poupança nos consumos domésticos, e obviamente na sua carteira.

7.Poupe automaticamente

Certamente recebe o seu salário uma vez por mês, e como tal é mais fácil retirar uma percentagem desse valor no momento do recebimento do que passado algum tempo. Faça um plano no seu banco que consista na retirada automática mensal de uma percentagem (aconselhado 10%) do seu ordenado que é colocada automaticamente numa conta à parte, de preferência numa conta poupança-reforma (pois para além dos benefícios fiscais é uma forma de garantir uma vida mais confortável quando decidir reformar-se).

8.Peça emprestado

Livros, Cd’s, roupas, carrinhos de bebé, jogos, peça-os emprestados. Crie um clube/acordo no trabalho ou com os seus amigos onde combinem partilhar este tipo de itens.

9.Use entretenimento gratuito

Em vez de ir ao cinema peça filmes emprestados aos amigos, aproveite os domingos e os museus gratuitos, opte por locais onde exista internet gratuita, …

10.Compre em grandes quantidades

Usa e sempre usará papel higiénico, certo? Pois então compre embalagens industriais de preferência numa venda a retalho. Isto funciona para todos os produtos que sabe que vai utilizar sempre como: detergentes, bens alimentares com grandes prazos de validade, etc. Usualmente, quanto maior for a embalagem maior o desconto, por isso tudo que saiba que não se estraga e que realmente necessita, compre em grandes embalagens. Nem imagina a diferença que faz no final do ano. Se achar que a embalagem é grande demais, combine a sua compra com familiares seus.

11.Espere pelos saldos

Hoje em dia os saldos surgem mesmo na ocasião em que se necessita realmente da roupa, por isso não faz sentido compra um casaco de Inverno em meados de Junho, espere pelo casaco porque quando chegar a Outubro ele estará a metade do preço, mesmo na altura em que necessitará dele para o frio. Para além da roupa, existem saldos muito interessantes nos electrodomésticos e gadgets feitos nas grandes superfícies como campanhas em que colocam à venda os artigos de exposição ou de fim de stock, informe-se nos locais sobre estas campanhas.

12.Antes de fazer uma compra, consulte sempre alguém que considere ponderado

Obviamente que esta regra não se aplica às compras de supermercado, mas em relação às compras de maior esforço financeiro. Pergunte a opinião de um amigo ou familiar que considere uma pessoa poupada e ponderada nas decisões que toma, certamente que depois de uma ou mais pessoas o desaconselhar a comprar algo pensará melhor se o deve fazer ou não.

13. Pesquise na internet

Antes de fazer uma compra pesquise na internet, veja sites de comparação de preços e saiba quanto pode poupar por fazer uma compra on-line.

Newsletter

Assine a nossa newsletter e receba todas as novidades por email!