Os 5 melhores momentos dos Campeonatos da Europa de Futebol
Partilhar
0 Partilhas
Clique para ver mais...

Créditos da Imagem Autor:

Os Campeonatos da Europa de Futebol proporcionam momentos únicos para todas as seleções nacionais que neles participam. No entanto, no final de cada torneio existem seleções com mais motivos de contentamento do que outras, fruto das vitórias e dos objetivos conquistados. Conheça os 5 melhores momentos dos Campeonatos da Europa de Futebol e compreenda o porquê de serem tão especiais e inesquecíveis.

Golo de Marco Van Basten na final do Euro 1988

Na final do Euro de 1988, que se disputou na Alemanha Ocidental, o holandês Marco Van Basten fez um golo de antologia frente à seleção da União Soviética e carimbou a vitória da seleção da Holanda na competição por duas bolas a zero. O avançado holandês, sem qualquer tipo de preparação, fez um remate incrível de primeira e a bola sobrevoou o guarda-redes soviético e acabou no fundo das redes. Foi a primeira vez que a Holanda levantou o troféu de Campeão Europeu e ainda hoje procura repetir esse feito. Será que o vai conseguir no próximo Euro 2012?

O penálti à Panenka

Antonín Panenka tornou-se no marcador de penáltis mais conhecidos na história do futebol ao apontar, na final do Campeonato da Europa de 1976, o penálti decisivo a favor da Checoslováquia frente à Alemanha Ocidental. O médio checo enganou o guarda-redes alemão (Sepp Mayer) ao picar a bola para o centro da baliza e garantiu a vitória da Checoslováquia, pela primeira vez na sua história, na respetiva competição.

O penálti defendido por Peter Schmeichel nas meias-finais do Euro 1992

No Europeu de 1992, a Dinamarca era, provavelmente, uma das seleções nacionais menos cotadas para seguir em frente na prova mas a verdade é que acabou por a conquistar. Depois de ter derrotado a seleção da França na fase de grupos, o guarda-redes dinamarquês Peter Schmeichel tornou-se uma espécie de herói nacional ao defender um penálti do holandês Marco Van Basten nas meias-finais do Campeonato da Europa de 1992. A Dinamarca passou para a final onde defrontou a Alemanha, venceu o jogo por duas bolas a zero e sagrou-se, pela primeira vez, campeã europeia de seleções.

O golo de Angelos Charisteas na final do Euro 2004

A seleção da Grécia conquistou, em 2004, o seu primeiro título internacional de seleções ao ganhar o Campeonato Europeu de Futebol, disputado em Portugal, frente à seleção portuguesa. A equipa grega era comandada pelo alemão Otto Rehhagel e venceu a final, no estádio da Luz, por uma bola a zero, fruto do golo de Angelos Charisteas. Não se tratou de um dos melhores golos em fases finais do Euro, mas foi talvez, um dos mais importantes. A base para o sucesso da seleção grega ficou a dever-se a uma defesa sólida e a um ataque bastante eficaz e calculista.

O confronto entre a Jugoslávia e a França nas meias-finais do Euro 1960

O Campeonato Europeu de Futebol de 1960, na altura conhecido como Campeonato Europeu das Nações, foi a primeira competição internacional de seleções nacionais de futebol a ser organizada pela UEFA (União das Federações Europeias de Futebol) no Continente Europeu. Logo na sua primeira edição, disputou-se um dos jogos mais incríveis de todos os europeus entre a Jugoslávia e a França nas meias-finais da competição. A Jugoslávia estava a perder por quatro bolas a duas, a sensivelmente 15 minutos do fim, mas os jugoslavos marcaram três golos durante esse período, muito por culpa de Drazan Jerkovic que bisou na partida e apurou a sua seleção para a final da competição.

Estes são apenas alguns dos melhores momentos que mais se destacaram nos Campeonatos da Europa de futebol. Pensa que no próximo Europeu acontecerá algum momento especial que ficará marcado para sempre na história do futebol? Se sim, diga-nos quais pensa que serão e faça as suas apostas no Euro 2012.

Newsletter

Assine a nossa newsletter e receba todas as novidades por email!

Cromossoma Y