6 dicas para viver uma vida mais equilibrada
Partilhar
0 Partilhas
Homem com cão na praia

Créditos da Imagem Autor:

Nunca se falou tanto sobre o equilíbrio entre a vida e o trabalho, mas o trabalho é apenas uma das áreas da nossa vida e todas elas estão interligadas, ou seja, se estiver a sofrer numa delas, o mais certo é que isso afectará, negativamente, uma ou mais das outras. Se negligenciar alguma área da sua vida em detrimento de uma só, as mais negligenciadas vão sentir esse abandono, mais tarde ou mais cedo. Não existe equilíbrio em nenhum dos cenários acima descritos e quando não existe equilíbrio, sentimo-nos desorientados e descontrolados o que, por sua vez, originam stress, irritabilidade, insatisfação e infelicidade. Considera que vive uma vida equilibrada? Continue a ler e descubra o que pode fazer para assegurar a harmonia global na sua vida, dia sim, dia sim.

  1. Tempo para trabalhar. Mais do que ser um meio de sustento, hoje em dia trabalhamos porque adoramos o que fazemos, queremos progredir na carreira, fazer sempre mais e ser o melhor no nosso ramo. O estímulo intelectual é poderoso e gratificante, mas também pode ser viciante. Se o trabalho (principalmente um que possa causar elevados níveis de stress) dominar o seu quotidiano, o mais certo é que as restantes áreas da sua vida possam estar a sofrer, sem você dar conta. Tornou-se num workaholic sem perceber? Analise os motivos – má gestão de tempo, muitas responsabilidades, ambição desmesurada, pouca concentração – e procure melhorá-los, nem que tenha de conversar com o seu director. Treine a sua mente para se desligar do trabalho, ou seja, quando sair do escritório feche bem a porta e entre noutra – na da sua vida pessoal. O escritório vai estar no mesmo sítio amanhã e este tipo de atitude é fundamental no fim-de-semana que são dois dias preciosos para recuperar da exaustão profissional, descontrair e preparar-se, mesmo que inconscientemente, para a semana seguinte. Mas existe ainda o reverso da moeda: se não estamos bem no trabalho – local onde passamos a maior parte do nosso tempo – não vamos conseguir estar bem nas outras áreas da vida – não vamos ter motivação para ir ao ginásio, sair da cama de manhã vai ser um martírio, as insónias vão invadir o quarto, vamos passar horas a massacrar os amigos e a namorada com as últimas do director comercial e, em pouco tempo, ninguém nos vai achar grande companhia. Se o emprego é o seu principal motivo de insatisfação, talvez esteja na hora de começar a procurar um novo caminho profissional. Não fique à espera que as oportunidades lhe batem à porta, procure-as… procure a sua felicidade profissional, ela existe.
  2. Tempo para si. E como a vida não é só trabalho, é imperativo que reserve algum tempo para brincar. Entre os compromissos pessoais, profissionais e a vontade de se esticar no sofá no final de cada longo dia, não sobra muito tempo para si. E não, adormecer no sofá todas as noites enquanto a televisão olha para si não é sinónimo de tempo de qualidade. Tempo para si é fazer aquilo que lhe dá mais prazer: dar uma corrida à beira-mar logo pela manhã, sair com os amigos, ir ao estádio, dançar até de madrugada com a namorada, renovar o guarda-roupa todos os anos, dormir a sesta no domingo à tarde, viajar sempre que possível, reservar uma hora com o seu cabeleireiro ou mimar-se num spa masculino. Nem que seja fazer absolutamente nada. Se não estamos bem connosco próprios, quem estará?
  3. Tempo para os outros. Sem a nossa rede social, que nos apoia e diverte, será difícil interagirmos com todas as outras pessoas com quem nos cruzamos diariamente – para além de prejudicar as relações pessoais e profissionais, o afastamento da convivência social pode tornar-nos uma pessoa isolada, solitária, apática e fria. Mais do que receber (o que não deixa de ser crucial para uma vida harmoniosa), é dar: há quanto tempo não faz alguém feliz? Quando é que foi a última vez que surpreendeu a sua namorada ou mãe com um gesto carinhoso? Não estará na altura de fazer aquele jantar com os amigos que já não vê há séculos? Nenhum homem é uma ilha… o que seria de nós sem o amor e o companheirismo dos nossos familiares, amigos, namoradas e esposas?
  4. Tempo para a saúde. Sem uma saúde de ferro, não estaremos aptos para dar o nosso melhor nas restantes áreas da nossa vida e a máxima “sem saúde não fazemos nada” ganha cada vez mais sentido. O equilíbrio entre corpo, mente e espírito é crucial para estarmos a 100%, todos os dias. Uma alimentação saudável e um plano de exercício físico regular são o ponto de partida para atingir esse “estado de graça”. Pode ainda optar por criar e manter uma rotina relaxante. Em adição, não descure a qualidade e quantidade do seu sono, nem os exames médicos anuais. Se não cuidar de si, quem vai cuidar?
  5. Tempo para abrandar. Passamos o dia a correr de um lado para o outro e chegar atrasado já quase se tornou moda no século XXI. Todos dizemos que esta correria constante deve-se à falta de tempo… não será antes a falta de equilíbrio? Ao dedicar tempo exclusivo a cada uma das áreas da sua vida, estará a dar-lhes a devida importância e, ao fazer isso, deixará de correr e de stressar para conseguir cumprir cada um dos seus compromissos. Melhor ainda, em vez de os encarar como um dever ou um “frete”, vai vê-los com prazer redobrado. Como diminuir o ritmo alucinante do quotidiano? Pode começar com pequenos gestos como acordar mais cedo para iniciar melhor o dia, conduzir mais devagar em vez de andar sempre acima do limite de velocidade, saborear cada refeição em vez de a engolir entre cinco garfadas e o telejornal. Mais devagar, menos stress, mais felicidade… experimente, vai gostar.
  6. Tempo para tudo. A chave para uma vida equilibrada e feliz é esta: encontrar, com facilidade e prazer, tempo para tudo aquilo que considere crucial para a sua vida, para a sua existência. É fundamental assumir o facto de que cada uma das áreas da sua vida tem a mesma importância e que todas elas se influenciam umas às outras, de forma negativa e positiva. Encontrar o equilíbrio é focalizar o positivo, é procurar o bem-estar e a felicidade em tudo aquilo que faz e tenta fazer, é viver todos os dias com conta, peso e medida. Só assim é que a balança se equilibra.

Newsletter

Assine a nossa newsletter e receba todas as novidades por email!

Cromossoma Y