Cuidados a ter com o coração – Como evitar ataques cardíacos
Partilhar
0 Partilhas
Clique para ver mais...

Por várias razões (e mais algumas) os cuidados com o coração são muito importantes ao longo da vida. O nosso “motor” precisa de ser bem tratado, bem alimentado e bem trabalhado. Vários factores que devemos ter em conta no nosso desempenho cardíaco passam pela maneira saudável como vivemos cada etapa das nossas vidas. Se dividirmos cada uma dessas etapas em períodos de 10 anos, veja o que pode fazer (hoje mesmo e sem falta) pela sua saúde e pela sua longevidade.

Cuidados a ter aos 20 anos

Segundo os especialistas, esta é a idade ideal para se fortalecer o coração para os próximos anos. O metabolismo aceita esforços adicionais porque recupera mais rapidamente e permite performances que, mais à frente, são mais difíceis de conseguir. Não só pela prática do exercício físico mas também em termos de alimentação equilibrada que acabam por habituar o corpo à obtenção de alimentos saudáveis.

Aconselham-se corridas de cerca de 30 minutos a cada 5 dias da semana. Se for possível acompanhar com exercícios de ginásio ou de esforço físico adicional, tanto melhor. Claro que é muito importante a monitorização, principalmente se os esforços forem constantes . Os electrocardiogramas permitem analisar possíveis complicações cardíacas como aneurismas (nem sempre há sintomas), arritmias, problemas nas válvulas, entre outros. E também nos permitem ouvir “o seu coração está forte, são e recomenda-se”.

Metas aos 20 anos:

  • 30 minutos de exercício físico repetidos 5 vezes por semana,
  • 1 Ecocardiograma,
  • Lipidos: Trigliceridos com menos de 150 miligramas por litro (mg/l)
  • Colesterol: LDL – menos de 130 miligramas por decilitro (mg/dl) HDL – mais do que 40 gramas por decilitro (g/dl)

Cuidados a ter aos 30 anos:

Muitos dos problemas cardíacos são de cariz hereditário e não se manifestam cedo. Por isso, os cuidados redobram quando se chega ao patamar dos 30. Após 10 anos desde o primeiro check-up, convém fazer um novo electrocardiograma para averiguar se existem alterações no nosso “ motor”.  Homens com muita actividade física e com mais de 35 anos devem fazer (a cada 5 anos) um electrocardiograma que permita ver as ondas eléctricas do coração (EKG) – este exame visa, essencialmente,  prevenir problemas de arteriosclerose que são facilmente identificados e tratados quando identificados atempadamente.

Metas aos 30 anos:

  • 30 minutos de exercício físico repetidos 5 vezes por semana,
  • 1 Ecocardiograma (10 anos após o primeiro),
  • Lipidos: Trigliceridos com menos de 150 miligramas por litro (mg/l)
  • EKG 1 vez a cada 5 anos,
  • Colesterol: LDL – menos de 130 mg/dl e  HDL – mais do que 40 g/dl

Cuidados a ter aos 40 anos:

A chegada aos 40 significa mais um exame de rotina. Desta vez para verificar a proteína C-reactiva (CRP) que permite ver os níveis de inflamação. Quanto mais alto for o nível de CRP maiores as probabilidades de um ataque cardíaco, por isso convém manter este valores bem lá em baixo. A prática regular de exercício físico e evitar o excesso de peso fazem milagres. Acredite.

Metas aos 40 anos:

  • 30 minutos de exercício físico repetidos 5 vezes por semana,
  • 1 Ecocardiograma (10 anos após o primeiro),
  • 1 prova de esforço ,
  • Lipidos: Trigliceridos com menos de 150 miligramas por litro (mg/l)
  • EKG 1 vez a cada 5 anos,
  • Colesterol: LDL – menos de 130 mg/dl e  HDL – mais do que 40 g/dl
  • Proteína C-reactiva: menos de 1 miligrama por litro (ml/l)

Cuidados a ter aos 50 anos e em diante:

Normalmente os problemas cardíacos surgem nesta idade. É a idade critica para que doenças coronárias e convém monitorizar com maior frequência o comportamento do coração após esforços intensos. Uma prova de esforço a cada 5 anos pode ser o ideal para verificar se existem complicações de ultima hora. A prova de esforço ajuda também a prevenir possíveis problemas de arteriosclerose e de dores no peito que são muito comuns após um intenso exercício físico.  É necessário ter sempre em atenção tonturas, ou alterações no ritmo cardíaco que podem ser sintomas de algum tipo de problemas.

Metas aos 50 anos:

  • 30 minutos de exercício físico repetidos 5 vezes por semana,
  • 1 Ecocardiograma (10 anos após o primeiro),
  • 1 prova de esforço a cada 5 anos ,
  • Lipidos: Trigliceridos com menos de 150 miligramas por litro (mg/l)
  • EKG 1 vez a cada 5 anos,
  • Colesterol: LDL – menos de 130 mg/dl e  HDL – mais do que 40 g/dl
  • Proteína C-reactiva: menos de 1 miligrama por litro (ml/l)

Lembre-se sempre de cuidar da sua alimentação também. Evite fritos, mantenha o peso ideal e pratique sexo, perdão, exercício físico regular. Pelo bem do seu coração, claro.

Newsletter

Assine a nossa newsletter e receba todas as novidades por email!

Cromossoma Y