O que deve saber se está a pensar investir num bom relógio
Partilhar
0 Partilhas
Clique para ver mais...

Créditos da Imagem Autor:

Se pensa investir num bom relógio, saiba o que deve conhecer antes de ir à pesquisa de um.

5 termos que deve saber antes de comprar um relógio

Complicação

Qualquer função do relógio que vá para além do simples. A complicação do relógio pode ser um calendário lunar ou anual ou até um cronógrafo.

 Movimento

O movimento do relógio significa todas as pequenas peças dentro do relógio que fazem com que o movimento não pare.

Quartz

Um movimento originado por uma bateria e regulado pela oscilação de um cristal de quartz. Este tipo de relógio é mais preciso que outros tipos de relógios.

 Relógio automático

Este é um tipo de relógio mecânico, que contém um rotor num pivot, que é ativado pelos movimentos do pulso de quem o usa no dia-a-dia.

Resistente à água

Só porque um relógio diz que é resistente à água não significa que deve ir nadar com ele, ou levá-lo para o chuveiro. Só poderá fazer estas atividades com um relógio que seja resistente à água a mais de 100 metros de profundidade.

Porque é que o “Swiss-Made” é importante num relógio?

Os relógio suíços significam qualidade mas não só, significa que ao comprar um relógio feito em Genebra por artesãos suíços que foram ensinados pelos seus familiares e que provavelmente já fizeram relógios para os homens mais famosos do mundo, no fundo também compra o privilégio de conviver com uma linha de pessoas que ajudaram a fazer história.

Qual a diferença entre um relógio de 2.500€ para um de 25.000€?

Não tem nada a ver com o facto de a bracelete ser de ouro ou se o seu interior é recheado de diamantes. Aqui o preço vai completamente para a elaboração manual do relógio. Usualmente um relógio que custe menos de 2.500€ tem grande probabilidade de ser produzido em massa em vez de ser manufaturado. Isto significa que o seu acabamento não é tão perfeito. Nesta liga de relógios o que se procura não são diamantes ou ouro, é sim um relógio feito à mão pertencente a marcas como Baume & Mercier, apenas para começar. Numa liga acima dos 2.500€, como um relógio Breguet, que incorpora um cronógrafo manual, sendo um dos poucos existentes pois pertence a uma edição limitada, o preço já sobe para os 25.000€. Um relógio deste calibre demora meses a ser produzido, e diversas pessoas a trabalharem nele até à sua derradeira conclusão – onde até os números de série são gravados à mão.

O que deve saber se preferir comprar um relógio antigo

Se pretende comprar um relógio antigo com muita pinta ou apenas porque quer um relógio exclusivo, isto significa que deve procurar um relógio de coleção, feito entre 1935 (altura em que a tecnologia Suíça deu um salto com a invenção do relógio à prova de choque) e 1985 (quando um sistema de computador CAD/CAM começou a substituir a mão do manufator). Se pretender investir, quer seja num Hamilton ou num Patek Philippe, terá um investimento ao longo do tempo.

Porém para comprar um relógio de coleção deve ter em atenção a:

Compre o relógio a um vendedor com reputação no mercado e peça o certificado de autenticidade do relógio.

Procure relógios de grandes marcas nomeadamente Patek Philippe e Rolex, são a garantia de qualidade e de valorização.

Peça sempre a documentação original que vem como o relógio, de quando este foi feito, tais como números de série. Este tipo de documentação acrescenta um valor muito maior à valorização do relógio.

Conheça os metais do qual o relógio é feito. Nos relógios contemporâneos (feitos depois de 1985), o ouro amarelo, branco, rosa, platina são tudo opções de metais base para fazer o relógio. Porém, em relógios antigos, o aço é o rei de todos os metais. Por exemplo, um cronógrafo de aço feito na década de 40 é extremamente raro, devido à guerra, sendo por isso mais valioso e único.

Os relógios clássicos oriundos de marcas conceituadas no mercado são a garantia de um bom investimento, pois é comum que ao longo dos anos a sua raridade aumente.

Em vez do comum quartz opte por uma raridade mecânica. Embora o quartz seja de facto o mais comum e dê as horas mais precisas, se pretende um relógio de investimento para passar para os seus filhos e para ser admirado pela sua unicidade, opte por um mecânico.

Um relógio para cada ocasião

De acordo com o seu estilo e ocasião opte por um relógio distinto.

Momentos formais

Se pretende usar um relógio num momento formal, este deve ser facilmente percebível como algo tão elegante como um smoking. Deve ser um relógio relativamente pequeno com uma bracelete preta de pele e um mostrador elegante sem grandes complicações.

Para o escritório

Deve optar por um relógio que seja elegante, mas ainda masculino, que dê para usar com jeans ou com fato, um relógio para o dia-a-dia. Este deve ser um acessório que combine com todo o tipo de roupa de trabalho.

Para o fim de semana

Um relógio cronógrafo é como um carro desportivo, é masculino, chamando sempre a atenção para si. Este tipo de relógio funciona bem quando usa roupa mais desportiva, mas não para quando usa fato.

Para um homem do desporto

Este tipo de situação requer um relógio resistente, à prova de água e que não se desintegre quando for fazer montanhismo. Um Swiss Army é o ideal para esta situação. Simplesmente não o use com um fato!

Newsletter

Assine a nossa newsletter e receba todas as novidades por email!

Cromossoma Y