Kindle, Portugal e a febre dos e-readers
Partilhar
0 Partilhas
Kindle

Aqui há uns anos (não há muito tempo atrás) andava toda a gente extasiada com a possibilidade de, em poucos minutos, ir à Internet e descarregar todas as suas músicas preferidas, sem necessidade de gastar dinheiro comprando o álbum. Nascia assim a pirataria de música digital e um volte-face total no consumo, não só de música, mas de todo o tipo de media digital.

Aproximamo-nos (se é que não estamos já) numa era de consumo de livros digitais em massa. Para além do vídeo e da música, qualquer aparelho multimédia tem a possibilidade de ler documentos de texto (sejam PDF´s, Word, ou outros tipos de ficheiros). A maior dificuldade é, de facto, a dimensão do ecrã e a impossibilidade da leitura real dos conteúdos.

Nesse sentido, surgem no mercado cada vez mais leitores de livros digitais (e-Readers), entre os quais se destaca o Kindle, um produto da Amazon.com que chega agora ao mercado internacional, nomeadamente Portugal e Brasil.

Com o preço a rondar os 244,50€ (cerca de 306$ USD no mercado Brasileiro), este leitor traz um ecrã com 6” (na diagonal), resolução de 600x800 pixéis, teclado QWERTY (ideal para anotações), receptor Wireless, capacidade de armazenamento de 180 Mb (expansível através de cartão SD), entrada de áudio jack de 3,5mm, entre outras funcionalidades.

Basta uma ligação à Internet e, para além de se poder guardar todos os e-books que temos no disco do nosso computador, ligarmo-nos à loja da Amazon para poder adquirir qualquer livro que queiramos (os e-books variam entre os 11 e os 13 dólares, não estando definidos, ainda, os valores para o mercado Europeu). Como ligar à internet? Como se não bastasse a capacidade de ligação Wireless, a Amazon dotou o Kindle (de origem) com uma ligação 3G com capacidade de ligar à internet em qualquer lado, a qualquer hora, bastando ter rede (tal como um telefone móvel).

Esta notícia não só é boa para os amantes da leitura, mas também para os amantes das novas tecnologias, e ainda para o disseminar da língua portuguesa e da sua forte componente literária.

Será o Kindle o precursor de uma nova era de consumo digital? O futuro dirá.

Newsletter

Assine a nossa newsletter e receba todas as novidades por email!

Cromossoma Y