10 coisas que o seu patrão quer que saiba
Partilhar
0 Partilhas
Clique para ver mais...

Créditos da Imagem Autor:

Certamente já se pôs a pensar acerca do que poderia andar na cabeça do seu patrão. Mas como passar a vida a perguntar ao seu patrão sobre o que ele pensa não é boa ideia, deixamos aqui as principais linhas condutoras que o tornarão num empregado valorizado pelo seu patrão, e com capacidade de subir na escala hierárquica da sua empresa.

1. Vista-se como um profissional

Vista-se todos os dias com estilo, como se fosse ter uma reunião com o cliente mais importante, ou com o diretor da empresa – vista-se para o sucesso. Mesmo que o seu patrão tenha coisas mais importantes onde se focar do que na sua roupa de trabalho, a verdade é que ele repara nisso, e quando for a pensar em si para um cargo de responsabilidade poderá não o selecionar porque não tem o pacote completo: saber fazer e saber estar.

2. A atitude é tão importante como as tarefas a cumprir

 Quer goste ou não, a política da empresa é importante e deve de agir de acordo com ela. O seu patrão pode não dizer-lhe mas, por vezes, mais importante do que cumprir as suas tarefas é a sua atitude na empresa: a forma como cumpre as tarefas, a sua capacidade de trabalhar com os colegas e a sua atitude de responsabilidade. Se os seus colegas de trabalho o considerarem rude, será mais difícil para si conseguir ser bem visto aos olhos do seu patrão. Porém, também não se esqueça: se tiver de tomar um partido, opte sempre pelo lado mais forte, que normalmente é mesmo o seu patrão.

3. O que faz fora do trabalho importa

O seu patrão não vai andar sempre atrás de si, nem preocupado com o que faz fora do trabalho. Imagine, era capaz de ser cansativo para ele. Porém, ao contrário do que pode pensar, o que faz fora do trabalho é importante. Já deu por si a pensar que se o seu patrão ouve o que está a dizer, ou vê o que está a fazer, é capaz de não aprovar? É importante ter atenção sobre o que partilha sobre o seu trabalho, o que diz sobre o seu patrão, pois poderá estar a partilhá-lo sem querer, com ele. O mundo é pequeno e tudo se sabe. Outra coisa importante a ter em conta é que deve prestar muita atenção acerca do que partilha, não só na vida social, como nas redes sociais: o que escreve no Facebook, as imagens que lá coloca, as opiniões que partilha no Twitter ou fóruns, tudo isto pode sem querer ir parar aos ouvidos ou olhos do seu patrão. Não gosta de manter uma boa impressão sobre si? Se não tiver este cuidado poderá ser visto como uma pessoa pouco séria, logo menos profissional e, por consequência, sem grandes capacidades de seguir uma carreira de sucesso.

4. Fale

O medo de se fazer ouvir, pode transformar-se em invisibilidade ou parecer desinteresse. Não tenha medo de falar e de tomar a iniciativa. As pessoas mais interessadas são aquelas que tomam mais iniciativa e que demonstram a sua personalidade. Nem pense em ser mais um sentado a uma secretária, seja alguém que faz falta pelo seu espírito de iniciativa. Se quer mudar algo, ou sente que será melhor trabalhador se o fizer, diga-o ao seu patrão. Fale com o seu patrão cerca do que lhe faz falta para ser melhor trabalhador e melhor sucedido nas suas tarefas nem que seja formação, dinheiro ou tempo.

5. Mostre-se

O seu patrão não consegue certamente saber o que todos fazem durante um dia de trabalho, por isso mostre-se! Sempre que conseguir um novo cliente, terminar um projeto, criar uma nova funcionalidade envie um e-mail, ou comunique ao seu patrão o que conseguiu. Pode, por exemplo, enviar-lhe semanalmente ou mensalmente um relatório simples acerca do que conseguiu nessa semana. Se estiver responsável por um projeto com diversos colegas, quando este terminar e for bem-sucedido, mande um e-mail a felicitar todos os colegas com conhecimento do seu patrão.

6. Esqueça as reviews da sua performance  

Em vez de apenas vários meses depois do início de um projeto começar a rever todos os detalhes deste, e de tudo pelo que foi responsável no dia da apresentação do mesmo, mantenha o seu patrão ao corrente dos pequenos sucessos que consegue. É mais fácil ser valorizado desta forma do que apenas numa reunião onde se tenta resumir tudo e não há tempo para demonstrar o trabalho emprenhado nessa tarefa.

7. Siga as direções

Se não tem bem a certeza como é que o seu patrão prefere comunicar: se face-a-face, se por e-mail, se por telefone, pergunte! Pergunte-lhe também no que quer ser consultado e no que quer que você trate sozinho. Aja de acordo com a personalidade do seu patrão em vez de contra ela. Tente ser sensível e perceber qual é a melhor forma de comunicar com o seu patrão.

8. Critique positivamente o seu patrão

Se você necessita de palavras de apoio e de feedback sobre o seu trabalho, o seu patrão também. Usualmente, será o seu patrão a dar palavras de encorajamento mas pode virar este jogo em seu favor. Elogie o seu patrão pelo sucesso da empresa, mas seja sempre sincero e breve. Não exagere; senão em vez de ser um encorajador será apenas um “graxista”.

9. Responsabilize-se pelos seus atos

Quer seja porque está doente e não pode concluir um projeto importante (afinal a doença não avisa), quer seja porque chegou atrasado (o trânsito por vezes é infernal), responsabilize-se pelas suas ações e não tente culpar outros ou outra coisa. Responsabilize-se pelo que lhe sucede e faça com que não se volte a repetir. Mesmo que seja uma boa pessoa e tenha capacidades, se não mostrar responsabilidade em relação ao que lhe acontece, quer seja azar ou não, não conseguirá o crédito necessário para o seu chefe sentir que é uma pessoa que, apesar do que lhe possa acontecer, será sempre responsável. Sempre que cometer um erro, não se esqueça de interiorizar e de dizer: isto não volta a acontecer, as minhas desculpas.

10. Faça parte da solução e não do problema

Numa empresa faz falta quem resolva problemas – ganhe este estatuto. Não desempenhe só a sua função, aprenda a pensar em: como posso eu resolver um problema? Muitas pessoas apenas surgem com problemas e não com as soluções para os resolver. As pessoas que se destacam profissionalmente não são as que levantam problemas são sim, as que os resolvem. Seja parte da solução e não do problema.

Newsletter

Assine a nossa newsletter e receba todas as novidades por email!