Como reduzir o consumo de cafeína
Partilhar
0 Partilhas
Clique para ver mais...

Créditos da Imagem Autor:

A cafeína em excesso pode afetar o dia-a-dia. Por vezes, no trabalho a necessidade de cafeína pode ser grande, no entanto, começar a ingerir café em excesso poderá prejudicar a sua performance. Para que tal não aconteça, saiba como reduzir o consumo de cafeína e evite os seus sintomas principais.

O que é a cafeína

A cafeína é um alcaloide do grupo das xantinas, quimicamente conhecido como 1,3,7-trimetilxantina, que aparece nas folhas, sementes e frutos de mais de 60 espécies de plantas diferentes. Trata-se de uma droga psicomotora estimulante que, à semelhança das anfetaminas e cocaína, produz um efeito de excitação, euforia e redução da sensação de fadiga. A cafeína está presente no café, noutras bebidas à base de café, como a Coca-Cola, o Iced Tea e o chá e em determinados medicamentos, como em alguns analgésicos e comprimidos contra o efeito da gripe.

O consumo de cafeína

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), o consumo moderado de cafeína para um adulto saudável deve ser de aproximadamente duas ou três chávenas de café por dia. No entanto, existem muitas pessoas que ingerem mais de 10 cafés por dia e, nestes casos, é fundamental diminuir o seu consumo. Para o fazer corretamente, é necessário calcular o seu nível de tolerância à cafeína e observar os efeitos que ela provoca em si. Se sentir que ao beber café ou outras bebidas com cafeína fica mais agitado, ansioso ou nervoso é sinal de que poderá ter chegado a altura de reduzir ou eliminar por completo o consumo de cafeína. Tenha em consideração que a ingestão do café descafeinado também deve ser considerada e analisada, uma vez que esta bebida também tem cafeína, apesar de ser em menores quantidades do que um café normal.

Como reduzir o consumo de cafeína

Para reduzir o consumo de cafeína, é necessário compreender os seus efeitos, principalmente quando é ingerida em excesso. Para o fazer corretamente, é preciso realizar os passos seguintes:

Diminuir gradualmente o consumo de cafeína

Uma das melhores maneiras para reduzir a ingestão de produtos com cafeína passa por diminuir gradualmente o seu consumo. Mantenha um registo preciso de toda a cafeína ingerida e vá diminuindo o seu consumo de forma progressiva. Por exemplo: se ingerir cinco chávenas de café por dia, reduza o seu consumo para quatro, depois para três e assim sucessivamente até deixar completamente.

Ter alternativas apropriadas

Para os momentos em que o desejo da cafeína fala mais alto, é necessário ter alternativas adequadas para substituir aquela vontade súbita de beber uma chávena de café bem forte. Das mais importantes, destacam-se as seguintes:

  • Mascar uma pastilha
  • Beber um copo de sumo
  • Conversar com algum amigo ou familiar
  • Fazer exercício físico

Substituir o tipo de café que utiliza

No mercado internacional do café existem duas espécies de plantas de café que se distinguem das demais: a Coffea Robusta e a Coffea Arábica. Ambas produzem um café excecional, mas a espécie Robusta tem mais cafeína do que a Arábica. Dessa forma, para reduzir o consumo de cafeína, deve optar pelos cafés do tipo Arábica, apesar destes serem normalmente mais caros.

Escolher outros equipamentos para a extração de um café

Existem vários equipamentos que lhe permitem extrair um café de qualidade superior, como uma máquina de café espresso, uma cafeteira de pressão, uma máquina de balão, entre outros. No entanto, cada um deles implica cerca de 250 a 330 miligramas de cafeína por chávena. Assim sendo, para reduzir o consumo de cafeína, opte por preparar um café na cafeteira moka, dado que esta apresenta apenas cerca de 40 a 80 miligramas por chávena. Se preferir, beba uma chávena de chá que tem metade da cafeína de uma chávena de café.

Quais os sintomas provocados pela redução da cafeína

Quando o consumo regular de cafeína cessa de uma forma radical, algumas pessoas podem apresentar sintomas como:

  • Dores de cabeça
  • Náuseas e vómitos
  • Inquietação e irritabilidade

Porém, estes efeitos são temporários e duram apenas alguns dias (2 a 5 dias), podendo muitas vezes ser evitados se a ingestão de cafeína diminuir de forma progressiva ao longo do tempo.

Newsletter

Assine a nossa newsletter e receba todas as novidades por email!